30 de abr de 2011

Por onde andei

Amor, eu sinto a sua falta.
     E a falta é a morte da esperança.

                                    Nando Reis