15 de out de 2010

O que os olhos não vêem,

 (...) e o que os olhos não vêem o coração não sente,
     não posse te encarar assim tão de repente,
     eu começo a lembrar, vou me descontrolar,
             chorar na sua frente.
     e o que os olhos não vêem o coração não sente,
     eu não vou conseguir fingir que estou contente,
      vou precisar de um tempo pra te esquecer,
     por isso estou ausente.  ♪